Softwares médicos gratuitos: 5 motivos para não utilizar!

Como o velho ditado popular “O barato pode sair caro”, isso é uma grande verdade quando você não domina completamente o assunto. Sabemos que a tecnologia muda a cada dia e como os sistemas operacionais Linux de uso livre, temos vários tipos de softwares livres também. Bom, essa lógica também se aplica aos softwares médicos, porém embora pareça uma opção bem atrativa, por não precisar ter mais contas a pagar ao final de todo mês, essa economia pode representar perda de oportunidades sobre novos negócios, insatisfação dos pacientes, e por consequência, menos lucros ao seu fluxo de caixa.

Para que possamos entender melhor como tudo isso funciona na prática, vamos listar cinco motivos que demonstram o quanto esses tipos de softwares não é um caminho viável para quem deseja seus processos mais eficientes e otimizados para melhor experiência de seu atendimento aos pacientes.

1. A Solução digital que não automatiza o processo

Adquirir qualquer software para gestão de consultório médico não significa que seu processo esta automatizado. Você pode ter centralizado todas as informações em um só sistema, porem ainda pode ter um grande esforço para organização dos dados e otimização do tempo para consultas.

O grande diferencial é a automação de processos, por exemplo, notificações automáticas para o paciente por email, sms ou WhatsApp podem fazer toda diferença na hospitalidade da clínica. Ou seja, no primeiro dia de um paciente, ele logo após ter realizados algum procedimento, ter acesso ao reforços de orientações e logo após alguns dias um segundo comunicado enfatizando os cuidados, assim por diante. Pode trazer a sensação de acolhimento e preocupação com o tal cliente.

2. Personalização no contato com o cliente

Como falamos de automatização dos processos informativos, podemos ir mais a fundo com esse acolhimento do cliente. Quando personalizamos as mensagens para o mesmo utilizando o nome dele ou outras informações particulares, conseguimos maior satisfação do mesmo. Essa tecnologia especializada para consultórios médicos pode ajudar a fidelizar ainda mais pacientes, utilizando essas palavras chaves ao relembrar um consulta agendada ou outro tipo de informação sobre suas consultas.

Certamente em soluções gratuitas, esses recursos não vão estar disponíveis, você pode ate resolver seus problemas tentando realiza-los de forma manual, mais não terá ajuda para criar experiências de atendimento incríveis para seus pacientes, e por consequência, ajudar a manter a agenda preenchida com pessoas satisfeitas com esses serviços.

3. Suporte Técnico

Quando falamos em softwares gratuitos, podemos utiliza-lo da forma que bem desejar, “claro respeitando os termos do mesmo caso tenha”. Porem após realizar todos seus ajustes, certamente caso ele deixe-o na mão, você pode contar apenas com seus conhecimentos para repará-lo. Nenhum software gratuito tem um suporte gratuito para o produto, caso tenha um suporte técnico pode ser muito caro.

Claro que nem todo software pago é 100% perfeito, problemas podem ocorrer e em caso de indisponibilidade do sistema temos que ter um bom atendimento para que não haja perda de tempo, consultas e  principalmente tenha a insatisfação de seus pacientes para administrar.

4. Sem garantias ou privacidades de informações

Claro que a disponibilidade dos seus dados é muito importante, porem saber aonde estão sendo armazenadas todos os dados de seus pacientes também é muito importante. Sistemas gratuitos de gestão de consultórios em geral, não oferecem devidos recursos de segurança da informação.

Outro aspectos que pesam a favor de software pagos é serem desenvolvidos por especialistas da área que compreendem as necessidades e a dinâmica de um consultório, o que ajuda e muito para aplicar as demandas em pouco tempo e deixa os softwares mais intuitivos, além de previnir por termos de contrato as informações armazenadas dentro dele.

5. Problemas para integração com outros consultórios

As soluções gratuitas não oferecem nenhum recurso que pode alavancar sua agenda ou até mesmo das clínicas parceiras. O máximo que elas podem prover são mecanismos bem simplificados, como indicar um profissional que possua o mesmo software de gestão, sem demandar um trabalho extra ao paciente de procurar outro profissional desconhecido. Porem isso é tudo.

Softwares pagos podem ter a integração de prontuário de cada paciente, agenda e controle financeiro, tudo reunido em um único sistema evitando diversos softwares e manutenção deles, o que otimiza o tempo e reduz custos.

Esses 5 pontos são alguns dos que demonstram o quanto o software gratuito pode acabar saindo caro, ao não atender em profundidade as suas reais necessidades e do seu próprio negocio. Por isso, pense e tire dúvidas antes de considerar essa opção.

É claro que podemos auxiliar neste caso, e caso tenha alguma dúvida pode retirar clicando aqui.

Ajudamos a manter sua infraestrutura atualizada e livre de eventuais problemas. Ajudamos com o sistema atual e sugerimos melhorias.